domingo, 2 de janeiro de 2011

Tempo

Há pessoas que me completam, muitas nem sabem disso e algumas delas, nem eu sei a sua verdadeira importância, só com o tempo o irei perceber. Sim, o tempo, o tempo é o nosso melhor professor. Com o tempo aprendemos a sorrir para a vida, aprendemos a gostar de viver, a dar valor às coisas, aprendemos quando é realmente altura de chorar e de nos arrependermos, com o tempo aprendemos a perdoar, a ouvir, a dar razão, a perceber, a rir, a brilhar, a crescer. É ao longo do tempo que vamos percebendo certas coisas que pensávamos nunca vir a entender, ou até coisas que já nem nos lembrávamos ter querido perceber. Às vezes gostávamos de voltar atrás no tempo para poder mudar o que está errado, mas é graças aos nossos erros, que aprendemos, e que somos o que somos hoje. Outras vezes queixamo-nos de que o tempo passa demasiado depressa e que não queremos envelhecer, mas vendo bem, envelhecer é uma lei da vida, todos envelhecem, todos já foram crianças e a mínima coisa que deveriam ter feito era ter aproveitado bem, para, um dia mais tarde, recordar com o maior orgulho essa fase da vida. A percepção da passagem rápida do tempo deve-se exactamente ao não querer que ele mesmo passe. Sim, porque quanto mais queremos que o tempo passe devagar, mais rápido ele passa. É estranho, ou não, mas é mesmo assim. Não tenho muito para falar em relação a experiência de vida e ao tempo que já passou, porque sou apenas uma mera adolescente que ainda tem muito para aprender acerca da vida e acerca de tudo, tal como disse, com o tempo.

(2009)

Sem comentários:

Enviar um comentário